Soamar - Nova Friburgo
Sociedade Amigos da Marinha


Patrono da Soamar



Natural do arraial de São José das Taboas, situado na região noroeste do Estado do Rio de Janeiro, o Almirante MAXIMIANO EDUARDO DA SILVA FONSECA, nasceu em 06 de novembro de 1919. Escolheu seguir a gloriosa Carreira dos Homens do Mar e a sua data natalícia é comemorada com o Dia Nacional do Amigo da Marinha.

O Almirante MAXIMIANO assentou praça como aspirante em 05 de abril de 1937. Possuidor de carreira invejável, iniciada como Guarda-Marinha em 24 de dezembro de 1941, granjeou a admiração de seus Chefes, a amizade de seus pares e o respeito de seus subordinados. Comandou navios hidrográficos, navegou por mares distantes, executou diversos levantamentos hidrográficos entre eles o levantamento da Costa Sul entre a barra do porto do Rio Grande e o Arroio Chuí, introduziu processos que vieram trazer a modernização dos levantamentos hidrográficos dos métodos de cartografia náutica, assumiu os mais importantes cargos na Carreira Naval e no sul do País foi o Delegado da Capitania dos Portos do Rio Grande do Sul em Porto Alegre.

No ciclo de Almirante, comandou o 1º Distrito no Rio de Janeiro, foi o Diretor-Geral de Material da Marinha, presidiu o Clube Naval, tendo sido empossado no Cargo de Ministro da Marinha no período de 15 março de 1979 a 22 de março de 1984.

E é nesse relevante cargo que teve a iniciativa, e mesmo a tomada da decisão, em notáveis realizações dentre as quais incrementar um melhor e mais estreito relacionamento da Marinha com os Amigos da Marinha, incentivando-os a divulgar em seu meio a importância do Poder Naval para o País e a serem sentinelas avançadas da Marinha com a responsabilidade, afetuosa e livremente assumida, de defendê-la e engrandece-la.

No comando da mais antiga instituição militar brasileira, soube fazê-lo com probidade e eficiência, e, que, sobretudo, soube compreender o sentido, a beleza e a importância da amizade, da fraternidade e da união para a construção de uma verdadeira sociedade democrática.

O Almirante MAXIMIANO faleceu dia 09 de abril de 1998, no Rio de Janeiro.